1

Sessão 3: E agora, o que fazer? Foi aí que a Prí aprendeu a ser a mesma coisa, de todos os modos possíveis

Se você não lembra ou ainda não leu, na minha sessão anterior, eu optei por sair do meu trabalho e começar algo novo, ou seja, realmente RECOMEÇAR! Leia toda a história da sessão 2, vai que te inspira mais um pouquinho, né?

Então vamos lá! Você não tem ideia como foi acordar no dia seguinte ao meu pedido de demissão! Foi um alívio. Acordei feliz, energizada e realmente empolgada em ir trabalhar para entregar tudo que tinha combinado (sairia depois de 30 dias). Senti uma liberdade gigantesca, era como se eu tivesse minhas 24 horas de volta pra mim – principalmente aquelas oito horinhas sagradas, que estava gastando com algo que não era meu né! A sensação era de que poderia fazer o que eu quisesse a partir daquele momento. É realmente algo único! Mas, não vou mentir. Na mesma semana que acordei super feliz, também não dormi bem e acordei com frio na barriga, ansiosa, sem saber o que seria de mim depois que terminasse meu aviso prévio. Eu passei boa parte do dia triste e com medo das incertezas. Mas passou… porque eu resolvi confiar mais em mim! Um dos exercícios da minha primeira sessão foi conversar com amigos próximos que me contaram algumas das minhas qualidades e pontos a melhorar. Com isso, percebi que eles confiam mais no meu potencial do que eu mesma! Então resolvi me apoiar nisso e confiar mais em mim, porque eu tinha certeza que “sem trabalho” eu não iria ficar, pelo contrário, teria muiiiiito trabalho pela frente!

frases-mudança-mundo-dalai-lama

Minha terceira sessão de coaching aconteceu no dia 16 de julho, e foi incrível perceber o quanto estava me sentindo viva e com uma vontade louca de descobrir logo o que seria essa TAL COISA que eu iria me dedicar nos próximos meses. Para ajudar com esses questionamentos, a Juliana (minha coach) pediu para que eu sentasse numa mesinha, pegasse uns post-its, canetinhas e afins. Só de entrar em contato com esses materiais – que eu AMO – já fiquei muito feliz! hahahaha Então, ela pediu que eu escrevesse em cada um dos post-it com O QUE e COMO eu gostaria de trabalhar. Difícil né? Aí escrevi em cada post-it tudo que veio na minha cabeça, por exemplo: comunicação, novas ideias, criatividade, levar valor para o mundo/para o dia a dia das pessoas, entre outros, o que deu um total de 8 elementos. Então, procurei formas de interligá-los e, a partir disso, escrevi quais atividades ou trabalhos que me interessavam usando esses elementos. Veja só a imagem abaixo (que já é a versão final toda rabiscada!):

como-e-o-que-quero-trabalhar-se-plural-priloredo

Muita coisa né! Ainda tenho muito o que compartilhar com vocês sobre meus aprendizados durante a sessão 3. Foi sensacional aprender a “conviver” um pouco mais comigo, passar mais tempo pensando em mim para realmente colocar no papel meus sonhos, desejos, habilidades e propósitos! E foi nessa mistura toda que aprendi a “sentir tudo de todas as maneiras, viver tudo de todos os lados, ser a mesma coisa de todos os modos possíveis ao mesmo tempo, realizar em si toda a humanidade de todos os momentos” – Álvaro de Campos (L).

quotaria-passagemdashoras

Não poderia terminar esse post sem um incentivo, que também faz parte dos meus momentos de alumbramentos e me fez ver as pessoas e os negócios de outra forma. Estou falando do vídeo do TED do Simon Sinek – Como grandes líderes inspiram a ação. Você pode dizer que já viu e que é bem bacana. Beleza! Mas você já parou para fazer esse exercício pensando em VOCÊ?

Pare um tempinho aí e procure responder essas perguntinhas:

// O que você acredita? Qual seu propósito? Sua causa? O que te move? O que te faz levantar da cama todos os dias?

// Como você faz o que você acredita? Quais seus diferenciais?

// O que você faz?

Se quiser conversar mais comigo sobre isso, só deixar um comentário aqui no post que já já te respondo! Adoro conversar sobre Propósitos! E seria um prazer ajudar você nessa descoberta! Vamos juntos 🙂

quotaria-paixão

Anúncios