2

Quanta vida pode haver numa vida só?

Nos deparamos hoje com um vídeo lindo, feito pelo Renato Cabral – criador da Oruminante (roteiro e direção em StoryTelling). E que roteiro maravilhoso e quantas histórias inspiradoras em um só vídeo! Inspire-se e reflita 🙂

A vida que você escolheu

Quanta vida pode haver numa vida só, já se perguntou alguma vez?

Você vive quando apenas abre os olhos e respira. Ou quando não perde aquela chance. Vive quando larga tudo e começa uma nova ideia; quando consegue começar de novo. Vive para ser maior; e indo mais longe, vive mais tempo, porque mais importante que chegar é a vontade de partir.

Você vive quando sai de casa sem blusa e vem o frio. Quando acha que vai chover, e faz calor. Vive quando desses pequenos enganos ainda tira um sorriso e o dá de presente. E, assim, fica mais cheio de motivos para viver. Você vive quando entende que vive melhor quando vive junto; e aí compartilha, divide, cuida.

Você vive quando conhece aquela pessoa e por ela cruza as ruas e os continentes. Vive quando nunca cruza os braços. Você vive quando um se torna dois e vocês viram três, e ficam cheios de uma vida totalmente nova.

Tem gente que vive só quando o sapato aperta; outros só quando os pés saem do chão. Tem gente que vive para mudar o mundo. E tem aquele que gostaria de mudar tudo só para não mudar nada e viver ali, quietinho. Vivemos quando redescobrimos o amor… o amor próprio; o amor ao próximo.

Tem gente que espera pela vida. Tem gente que vive correndo atrás dela. E tem aqueles que a criam em cada respiração, no suor e no sangue, nos sonhos que jamais deixam morrer. Você vive quando entende que viver é ser este movimento que nunca para. Porque afinal, no dia em que ele, enfim, parar, você já não precisa mais se preocupar com a vida.

Por Renato Cabral

quotaria-machado-de-assis

Anúncios
0

A história da Valentina

Hoje, a convite das queridas Mary e Prí vou contar minha história para vocês que seguem o blog do Sê. Quem sabe mais gente se inspira em ser mais feliz?
Estou numa fase muito feliz, cheia de realizações e mudanças. Me formei em relações públicas (aliás, junto com a Prí) e acabo de terminar o mestrado em Comunicação Midiática na Unesp em Bauru. Estou feliz pelo aprendizado incrível durante todo esse tempo e por ter conquistado mais uma etapa importante na minha vida. Agora vocês devem estar pensando que vou contar que quero fazer doutorado e dar continuidade na carreira acadêmica não é ?
Pois é, o tempo passa e as coisas mudam de forma. Sempre pensei que era isso que iria fazer, até meados desse ano, que resolvi explorar novas áreas. Bom aqui começam as surpresas, calma que vou explicar tudinho.
Com o mestrado chegando ao fim depois de dois anos e meio começaram minhas questões sobre o que iria fazer quando terminasse, mais do que isso, o que eu GOSTARIA de fazer. As opções de fazer doutorado e seguir a carreira acadêmica foram adormecendo (pelo menos por enquanto).
Fiquei em crise por não querer me mudar para uma cidade maior na tentativa de um emprego bacana em comunicação (para quem não me conhece, sou do interior e adoro as vantagens encontradas por aqui). Estou em um momento de querer viver com qualidade, fazer o que gosto e estar perto de quem amo. A vida passa rápido demais para gente não vivê-la bem vivida, com gosto mesmo.
Minha vontade de estar perto, trabalhar em algo que me traga prazer, bem-estar, reconhecimento e realização originou a Valentina. Apresento a vocês, minha loja de sapatos femininos. Antes mesmo dela tomar forma, já estou apaixonada, dedicando cada minuto do meu dia com novas ideias, inspirações e sapatos, muitos sapatos. A escolha dos produtos já é uma terapia, uma delícia projetar a loja e os modelos de sapatos então, uma loucura! (vocês mulheres entendem bem o que estou falando, rs).
Bom, e todos esses anos de estudo, dedicação? Todo conhecimento sempre é válido e em algum momento na nossa vida podemos aplicá-los com certeza. Tudo o que aprendi na graduação e no mestrado está me ajudando muito com os detalhes da loja. E continuo estudando, fazendo cursos e me preparando para administrar a loja, a vida não pode parar!
Tudo o que fazemos de novo, os aprendizados e desafios valem muito a pena! Podemos fazer curvas no caminhar da vida e chegar a lugares inesperados que faça mais sentido ao que buscamos.
A vida não é estática, muda o tempo todo e não acho que devamos seguir como se fosse uma receita de bolo. Temos que buscar nossa felicidade e realização, é isso que vamos levar dessa vida, os momentos bem vividos.
O tempo para colocar em prática aquele velho projeto que está lá no fundo da sua mente é AGORA! Crie novas possibilidades de ser feliz e realizado!
Inspire-se e viva deliciosamente bem !

DSC03234
Essa é a Fabíola, nossa querida companheira de hoje, que aceitou de prontidão relatar a sua história para nos inspirar mais um tanto! O Sê deseja vida longa à Valentina!

2

E você? O que quer deixar de legado?

Tem sido muito legal participar do Sê Plural e poder compartilhar histórias e fatos com vocês. O retorno do nosso primeiro dia aqui, como a Prí disse, foi incrível! Vamos juntos nos inspirando!

Falando nisso, acredito que você, assim como nós, já sentiu vontade de mudar o mundo ou pelo menos a realidade em que você vive. E dá uma angústia danada pensar por onde começar! “É muito difícil”. “Deixa pra lá”. “Será que esse mundo tem jeito?” Essas são frases recorrentes e a maior parte das respostas está dentro daquilo que chamamos de valores pessoais.

Toda mudança depende, em grande parte, de nossos próprios esforços e só conseguimos nos dedicar de corpo e alma para algum projeto quando estamos trabalhando com nossos próprios valores. É isso que nos motiva a ir sempre além daquilo que se faz cotidianamente, a pular os obstáculos, olhar pra trás e sorrir com satisfação (trabalho realizado com prazer!)

Hoje vou trazer pra vocês a história inspiradora da Selina Juul.

Image

Selina é uma designer gráfica russa, que viveu em tempos de grande economia de comida dentro de seu país. Aos 18 anos se mudou para Copenhague e constatou que os dinamarqueses jogam no lixo o equivalente a 6 bilhões de reais em comida.

Para ela, o prato de comida era sagrado, pois os tempos não eram fáceis e nem sempre sabia se iria ter o que comer no dia seguinte.

Aos 28 anos criou uma página no facebook: Stop Spild Af Mad (Pare de desperdiçar comida) e em menos de uma semana começou a pipocar em todas as mídias. Em 2012 esteve em 14 países dando palestras e passando seu entusiasmo para frente. Imagine quantas pessoas mudaram de hábito depois de escutar Selina falar?

O que me motiva nela? Saber que com um impulso pessoal, o não costume do desperdício, levou Selina a encontrar seu caminho profissional. Usando um de seus valores ela pode carregar uma mensagem para todo o mundo! PAREM DE DESPERDIÇAR COMIDA. Ela, uma pessoa normal, como eu e você, está transformando o mundo dela, por onde passa.

Hoje ela é patrocinada pela Unilever na produção de sacolinhas de papel que embrulham a sobra da comida de restaurantes para seus clientes, além de outros projetos como livros com chefs de cozinha.

E isso faz com que eu me questione: o que quero passar para frente? O que posso deixar de legado aqui?

0

Para inspirar: Continue Curioso!

Hoje o dia foi incrível! Com a divulgação do projeto vimos que muiiiiiitas pessoas estão vivenciando a mesma situação que nós. Recebemos mensagens lindas de apoio e estamos realmente muito motivadas e dividir nossas histórias e descobertas. E claro, inspirar você a agir!

Na terça-feira vou contar para você como foi minha sessão número 1 de coaching! No momento estou caminhando para a quarta sessão e a Mari para a segunda. E é incrível como mudamos e nos reconectamos com nós mesmo durante um curto período de tempo! Enquanto a terça-feira não chega, quero compartilhar com vocês um projeto que sou completamente apaixonada e que me inspirou a tomar um passo muito importante nesse segundo semestre (que vocês vão descobrir na minha segunda sessão de coaching!). O projeto chama continuecurioso, uma websérie que mostra pessoas que tiveram coragem de largar o trabalho para fazerem o que realmente amam.

Hoje eu assisti o vídeo que conta a história do Marinaldo Pegoraro e fiquei encantada! Ele teve a coragem de largar o trabalho em Curitiba e se mudar para um sítio em Minas Gerais para – vamos dizer assim – plantar morangos! E não tem nada mais inspirador do que esse depoimento dele:

Quando vier muito a vontade de fazer uma mudança e de chutar o pau da barraca, o único risco é de não fazer. Então, acho que dá pra fazer… que a gente pode construir novas realidades. E é uma renovação sempre. Porque se isso não dá certo, você muda e começa de novo e faz outra coisa. E acho que esse recomeçar constante é uma característica da vida. Assim como é o dia e a noite, a planta que nasce e morre. A águia também empurra seus filhotes para o vazio, eles não sabem que têm asas, e quando percebem, começaram a voar. Então, é angustiante. As dificuldades existem na atividade que se escolha, na aventura nova de se jogar no vazio. Mas diz que… o importante é a caminhada e não só a chegada, então, enquanto isso vamos comer morangos saborosos, beber algum vinho quando ficar muito frio e seguir a vida em frente.

– Lindo né?

continue-curioso

continue-curioso-marinaldo

continue-curioso-marinaldo-

continue-curioso-marinaldo-imagem

Assista o vídeo completo e acompanhe as novidades do continuecurioso lá na fan page no Facebook! Em breve postarei mais vídeos para inspirar você!

Vamos em frente!